A Capoeira como Portal

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A Capoeira como Portal

Mensagem por Natália Brito Ribeiro em Ter Maio 02, 2017 1:34 am

Muito se tem cogitado sobre o objetivo real da criação da capoeira que nasceu no Brasil, mais precisamente na área onde hoje é a Bahia. Atualmente pode ser considerada como um esporte que faz com que o indivíduo trabalhe com todo o corpo e ao mesmo tempo se divirta como se estivesse em um jogo. Porém, será que a função da capoeira sempre se resumiu à diversão?
Em 1500 um acontecimento faz com que a “história” do Brasil tenha início: a chegada de Cabral e toda a sua tripulação faz com que o destino dos indígenas que habitavam no território brasileiro mudasse  completamente. Segundo Caminha: “...poderá ser facilmente impressa neles (os índios) qualquer marca que lhes quiserem dar, já que Nosso Senhor lhes deu bons corpos e bons rostos, como a bons homens. E creio que não foi sem razão o fato de Ele nos ter trazido até aqui”. Os portugueses começaram a colonizá-los de forma indireta; faziam com que os índios trocassem coisas preciosas como ouro por algo que não tinha valor igualitário porém era novo para os indígenas como por exemplo, um espelho. Mas os europeus planejavam explorar o território brasileiro e por isso depois de um tempo, não muito extenso, começaram a escravizar os indígenas. Esse fato gerou um dos maiores genocídios da história pois fez com que as tribos indígenas se reduzissem de milhões para centenas.
Através da resistência indígena, os colonizadores tiveram uma nova estratégia. Eles perceberam que os índios, por conhecerem bastante o local em que viviam, fugiam para o interior do país, o que dificultou a sua colonização. Então trouxeram um povo de outro país, os africanos.
O povo que habitava na África era divido em várias tribos, cada uma com sua cultura e língua, o que gerava muitos conflitos entre eles e acabava enfraquecendo os mesmos. Sabendo disso, os europeus  aproveitaram-se da situação conflituosa e dominaram os africanos e as suas terras que eram ricas em pedras preciosas.
Os áfricos foram trazidos para o Brasil onde se transformaram em escravos exteriormente pois em seu interior a luta pela justiça fazia com que todos os dias eles buscassem um meio de se comunicar e se prepararem para uma guerra , fosse ela contra os seus opressores ou contra a sua exaustão. A capoeira surge exatamente nesse contexto onde a voz dos escravos era como um grito abafado que só eles mesmos podiam escutar. Enquanto os senhores da casa grande se preocupavam em mantê-los quietos, eles procuravam em silêncio um jeito de expor o que sentiam e então passaram a se reunir para “lutar” de uma forma disfarçada onde os golpes eram passos coreografados  e o ritmo os levavam de volta para as suas raízes.
A resistência que nunca deixou de existir começou a crescer e os sucessos nas fugas aumentaram. Talvez os colonos se perguntassem “onde eles aprenderam a lutar e montar estratégias daquela forma?” e a resposta estava no seu quintal, nas músicas ignoradas e nos passes rápidos ritmados.
Mesmo depois de um certo tempo e de várias tentativas para apagar a existência da escravidão e das suas consequências no Brasil, a capoeira continuou viva. Ainda que hoje muitos não saibam o poder que ela tinha sobre os africanos no passado, o fato de ser praticada faz com que percebamos a força que foi incorporada em sua essência. Ao invés de significar apenas uma coisa, seria correto afirmar que a capoeira é uma mistura de dança, jogo, sentimento e luta. Como se os escravos a tivessem criado com a intenção de nos dizer: “...E quando largarem a mágoa, e quando lavarem a alma, e quando lavarem a água, lavem os olhos por mim...”

Natália Brito Ribeiro

Mensagens : 3
Data de inscrição : 19/03/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum